DestaqueNotícias

PETROBRÁS PROPÕE PAGAMENTO DE R$ 13,1 MILHÕES PARA EXECUTIVOS EM ABRIL

Empresa celebra lucros bilionários.

E O BRASILEIRO PAGA CARO

A Petrobrás propôs nos últimos dias, um pagamento que gira em torno de R$ 13,1 milhões de reais para bônus a diretores neste ano de 2022, que pela qual, registrou uma lucratividade que bateu recordes, chegando a bilionárias cifras de R$ 106,6 bilhões.

A poposta destes pagamentos será apreciada no dia 16 de Abril. O pagamento deste bônus está sendo calculado encima de uma série de metas, dentre elas, a rentabilidade (lucro) das operações, e também, regução de gazes que favorecem o efeito estufa.

POLÍTICA DE REMUNERAÇÃO

Segundo apurado pelo Jornal Folha de São Paulo, a política de remuneração da empresa teve uma alteração em 2019, início do governo bolsonarista, estas mudanças garantiram à diretores e executivos, uma maior ganho nas suas remunerações.

Ainda segundo o modelo atual, o presidente da companhia Joaquim Silva e Luna, que é general do exército, além do salário que gira em torno de R$ 260.400,00 mensalmente, ainda vai levar uma bagatela de até 13 salários, somente de bônus, o que totalizaria mais R$ 15.756,00.

REMUNERAÇÃO EM 2022

Ao todo, a Petrobras propõe gastar R$ 39,6 milhões com remuneração de executivos de sua administração, incluindo diretores e conselheiros, em 2022.

Para pagamento dos salários dos diretores, a empresa propõe separar R$ 14,1 milhões, o que daria um vencimento médio de R$ 1,5 milhão por ano para cada diretor– ou R$ 121 mil por mes mais 13° salário.

Deputados federais criticaram a posição da Petrobrás. Esta conta quem está pagando, são as famílias de bem, a dona de casa que paga em média R$ 150,00 no botijão, e o motorista de modo geral que precisa trabalhar pra trazer sustento pra casa e vê o orçamento se apertando cada vez pais para poder tentar dar conta dos compromissos mensais.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo