Política

DEPUTADO NISHIMORI FALA SOBRE OS PROJETOS PARA ESTE ANO

As principais reformas são tributárias e administrativas

A equipe do Programa J Silva esteve na tarde de ontem (28), no gabinete do deputado federal Luiz Nishimori (PL-PR), para bater um papo sobre os projetos para este ano. Muito receptivo e feliz com a nossa presença contou sobre o Pacto Federativo.

“Estou começando o ano bem. Sempre digo que no início do ano sempre temos o nosso espírito renovado, e a esperança; para poder ter um planejamento e um bom resultado”, diz Nishimori.

Neste ano, Nishimori, está muito animado e acredita que 2020 será muito bom. E o Brasil terá um crescimento econômico. De acordo com o deputado os índices econômicos do Brasil estão positivos, os juros estão caindo, inflação também, o desemprego ainda deixa a desejar, mas já caiu um pouco e o PIB esta subindo, enfim, nesse ano garante que virá muitos investimentos.

“Temos aqui na região a soja. Ontem fui ver as lavouras de soja e milho. É fantástico! Esse ano eu acho, segundo informações, não terá soja de menos de 150 sacas. O preço está razoável. A agricultura é alicerce e base da economia do Brasil. Sempre digo que é um dos motores muito fortes para a recuperação econômica do Brasil,  e que vai acontecer neste ano. Estou muito animado”, relata Nishimori.

Na próxima semana o Congresso Nacional volta a funcionar. Terá como principais apostas para este ano as reformas tributárias e administrativas. “As reformas já estão em pauta, a tributária já tem uma comissão especial formada. E o pacto federativo, que é muito importante, onde é discutido a divisão orçamentário, para colocar maior valor para os municípios, principalmente para os pequenos que devemos ajudar. Então, essa divisão está errada e queremos corrigir. E acredito que neste ano terá resultado. Vamos trabalhar em prol do Brasil”, ressalta Nishimori.

“Os municípios e os prefeitos merecem este projeto de pacto federativo, porque realmente, pequenas cidades estão sofrendo muito. A arrecadação esta caindo, o repasse é cada vez menor. Hoje os municípios recebem apenas 18%, queremos levar isso para 30%. Vamos fazer nesse ano esse pacto federativo que é muito importante”, acrescenta o deputado.

Com o recesso parlamentar o deputado aproveita para estar visitando os municípios. De acordo com ele, que já visitou vários municípios no Paraná, janeiro é o único mês que pode fazer as visitas.

Pacto federativo, o que é?

 De acordo com a Agência Senado, federação é uma forma de organização do Estado, composta por diversas entidades territoriais, com autonomia relativa e governo próprio para assuntos locais, unidas numa parceria que visa ao bem comum. Essa parceria é regulada pela constituição de cada país, que estabelece a divisão do poder e a dinâmica das relações entre as unidades federadas, além de toda a moldura jurídica, como direitos e deveres que determinam a atuação dos entes federados.

De acordo com a Constituição de 1988, a República Federativa do Brasil é composta pela parceria indissolúvel de estados, municípios e distrito federal. A organização político-administrativa brasileira compreende a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios, todos autônomos, nos termos da Constituição.

O pacto federativo é o conjunto de dispositivos constitucionais que configuram a moldura jurídica, as obrigações financeiras, a arrecadação de recurso e os campos de atuação dos entes federados. O debate em torno do pacto federativo que está sendo travado atualmente no Congresso Nacional gira em torno, sobretudo, de questões fiscais.

Fonte: Agência Senado

Etiquetas

Ingrid Tomimitsu

Ingrid Tomimitsu é bacharel em jornalismo pela Unoeste. Atualmente é jornalista na empresa J. Silva Comunicação, onde é responsável pelas mídias sociais. Jovem jornalista apaixonada pelo o que faz!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar