BrasilNotícias

ANVISA PROÍBE COMERCIALIZAÇÃO DE TEMPERO APÓS SEREM ENCONTRADOS INSETOS

A empresa responsável pelo tempero já havia enviado um comunicado à Anvisa sobre o recolhimento voluntário do produto.

ANVISA

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a comercialização e distribuição da canela moída da marca Pirata. O órgão determinou o recolhimento de um lote do produto após serem encontrados fragmentos de insetos e de pelo de roedor. A decisão foi tomada depois da Vilma Alimentos, empresa responsável pela produção do alimento, enviar um comunicado de recolhimento voluntário.

De acordo com decisão publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (13), a Anvisa declarou que, em análise fiscal realizada pela Fundação Ezequiel Dias (Funed-MG), foram encontrados seis fragmentos de insetos, que aponta falhas nas boas práticas de fabricação, e quatro fragmentos de pelo de roedor, matéria estranha que indica risco. Os dois estavam acima dos limites tolerados.

A agência ainda afirma que as substâncias foram encontradas em tubos de 40g do lote 549534ZS, com validade em 14/06/2023.

Os fragmentos infringem o inciso IV do art. 48 do Decreto-Lei nº 986 e art. 4º, 5º e 6º da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 623.

ANVISA DETERMINA RECOLHIMENTO DE LOTES DA HÄAGEN-DAZS POR SUBSTÂNCIA CANCERÍGENA

Na semana passada, a Anvisa também determinou que a empresa General Mills Brasil Alimentos recolha os lotes de sorvete sabor baunilha da marca Häagen-Dazs com validade entre 7/7/2022 e 18/7/2023 depois da identificação de uma substância cancerígena.

O órgão sanitário alegou que os lotes em questão, importados da França e comercializados em potes de 415 gramas, estão sendo recolhidos em nível global devido à presença da substância 2-cloroetanol nos ingredientes, usada na fabricação do sorvete para conferir o sabor baunilha. 

De acordo com a Anvisa, não existem restrições de comercialização e uso dos demais sabores de sorvetes Häagen-Dazs.

Através de nota, a empresa confirmou que foi identificado, no aroma natural de baunilha, a presença de traços de 2-cloroetanol, que pode estar associado ao óxido de etileno, substância que pode provocar câncer, e mutagênicas, que podem causar alterações capazes de provocar danos às células humanas.

A orientação é que a pessoa que comprou o sorvete de baunilha com as datas de validade citadas não consuma o produto. Também deve guardar a embalagem e entrar em contato com a empresa General Mills para esclarecimentos, troca ou reembolso.

A empresa destacou que todos os outros sabores e produtos Häagen-Dazs não foram afetados pelo recolhimento e podem ser consumidos normalmente.

CANCELAMENTO DO RECOLHIMENTO DE REMÉDIO PARA TRATAR HIPERTENSÃO 

Também na semana passada, a Anvisa, que determinou a interdição e recolhimento de medicamentos que contém o princípio ativo losartana, revogou a decisão. A informação foi compartilhada no dia 12 de junho.

A presença de azido em altas concentrações foi o motivo da decisão anterior. No entanto, na última quinta-feira (7), uma pesquisa feita pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) indicou que o grau de impureza da substância é menor do que se pensava. Após a toxicidade ser recalculada, foi concluído que os lotes recolhidos do remédio não ultrapassam os limites de segurança da Anvisa.

“Após a publicação de uma medida preventiva, a Anvisa continua buscando informações e mantém uma avaliação constante da situação. No caso da losartana, após a análise dos novos dados, foi possível reverter a decisão”, afirmou a Anvisa em nota.

“Dessa forma, reafirma-se que os medicamentos contendo losartana são seguros e que os pacientes que fazem uso desses medicamentos devem continuar utilizando-os normalmente”, completou. 

O azido pode surgir durante a fabricação do insumo farmacêutico ativo conhecido como losartana naturalmente. No começo, a impureza foi considerada como tendo potencial mutagênico, por isso, teria chances de alterar as células humanas a ponto de ser prejudicial à saúde. 

No entanto, os estudos europeus pesquisaram a substância mais a fundo e a declararam como “não mutagênica”.

 

Fonte: R7UOLBand

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo