Colorado e RegiãoDestaqueNótícias

POLÍCIA CIVIL DE COLORADO REALIZA A PRIMEIRA PRISÃO PREVENTIVA NO CASO DE HOMICIDIO EM CHÁCARA DE LAZER NA CIDADE.

Os policiais estão na captura de um segundo elemento envolvido no crime; informações devem ser repassadas através do Disk Denúncias 181 anonimamente.

Policiais de Colorado, realizaram na noite desta quinta-feira (21) a primeira prisão do caso em que um jovem de 26 anos foi assassinado em uma chácara de festas e eventos na cidade de Colorado.

A situação foi registrada no final de abril do ano passado. Na ocasião, o peão de rodeio Bruno José Montagnani foi morto com um disparo de arma de fogo.

De acordo com o Delegado de Polícia Civil de Colorado, Dr. Alysson Tinoco, esta foi a primeira prisão decorrente a morte de Bruno, autoria do crime portanto já está elucidada.

A Polícia Civil após uma minusciosa investigação, identificou e pediu a prisão de duas pessoas, notoriamente conhecidas como responsáveis pelo crime.

O elemento preso há poucos instantes, trata-se de Jonata Soares dos Santos, vulgo BATUTA. Este foi responsável por fornecer a arma de fogo que acertou o ombro de uma outra vítima, e posteriormente tirou a vida de Bruno montagnani.

Ainda de acordo com o Delegado, no momento em que ocorria uma briga entre participantes da festa, Jonata teria afastado uma outra pessoa do meio da confusão e o imobilizado, para que Ricardo Henrique Soares Romero pudesse realizar os disparos com a arma de fogo.

O tiro acertou e transpassou o ombro desta outra vítima. O projétil que atravessou o ombro deste outro rapaz, foi o mesmo que acertou o ouvido de Bruno que não tinha nada a ver com a confusão e acabou morrendo instantaneamente.

PROCURADO:

DIVULGAÇÃO: POLÍCIA CIVIL DE COLORADO
Divulgação: Polícia Civil de Colorado

Ricardo Henrique é o segundo acusado na participação da morte de Bruno, o mesmo segue foragido e a polícia solicita informações da população de Colorado e região sobre o paradeiro do mesmo. Estas informações podem ser repassadas via 181 disque denúncias.

As prisões são preventivas, sem prazo determinado, para que os acusados sejam submetidos ao julgamento pelo Tribunal do Júri da comarca de Colorado, segundo estabelece a lei.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar